10 dicas para fazer uma carta de apresentação

Você está à procura de emprego e de repente descobre que, justamente aquele anúncio pelo qual se interessou pede que seja enviada uma carta de apresentação junto com o currículo. E agora, o que fazer?

Redigir uma carta de apresentação é mais fácil do que aparenta. É só seguir algumas regras básicas para não se perder no meio do caminho:

1. A carta de apresentação serve, principalmente, para currículos enviados pelo correio, quando há necessidade de informar a pretensão salarial. Cabe também para apresentar o profissional – no caso de uma indicação, por exemplo.

2. Coloque sempre o nome e o cargo da pessoa – ou o departamento – para quem você vai enviar a carta.

3. Ao contrário do currículo, que não deve ser assinado, na carta deve ter sua assinatura no final.

4. A primeira impressão sempre é a que fica. Portanto, tenha atenção redobrada para o vocabulário e o tom que você vai adotar no texto.

5. Não esqueça de colocar o nome da empresa (tenha certeza de que ele está correto). Isso mostra que você sabe com quem está falando.

6. Redija a carta colocando características profissionais e pessoais que façam com que o leitor o considere para a posição pretendida.

7. Não mencione aspectos negativos ou que não tenham relação com o cargo.

8. Antes de enviar a carta, leia-a diversas vezes para evitar erros gramaticais e certifique-se de que as informações foram colocadas em uma ordem lógica.

9. A carta não pode passar de uma página e deve ser redigida em A4 ou papel-carta de boa qualidade.

10. O papel deve ser branco ou de cor suave. Não use papéis muito chamativos, pois eles destroem a sobriedade da carta.

De acordo com Alessandra Luchini Perez, consultora da seção Executivos da Career Center, a carta de apresentação é “o espaço que você tem para fazer seu marketing pessoal, mostrar quem é.

 

Um texto bacana sobre cartas de apresentação:
Entre a enxurrada de currículos que chega na caixa de entrada de um recrutador, um texto de introdução bem-feito e objetivo pode fazer a diferença. É exatamente essa a função da carta de apresentação, que pode ajudar a garantir a vaga desejada. Antigamente recomendava-se cartas de três ou quatro parágrafos, que iam junto com o currículo impresso no papel.

Como hoje o tempo é mais curto (tanto para quem lê, como para quem escreve), esse texto pode ser muito mais enxuto, pois vai no corpo do -email. Mas os preceitos básicos continuam: deve-se colocar o seu perfil breve, motivo de interesse e qualificações gerais. De resto, deixe o seu CV falar por si. Mas vale lembrar, que além da prospecção, essas cartas também podem ser utilizadas em uma pós-entrevista ou até mesmo para responder a uma recusa (aqui nesse link você confere todos os tipos).

E algumas dicas:

– A Carta de Apresentação deve ser dirigida a alguém em particular (evite frases como “Exmo/a Senhor/a”). Deve tentar descobrir o nome da pessoa com poder para contratar. Se não for possível, pode endereçar a carta a um título ou ao departamento de Recursos Humanos.

– Considere a Carta de Apresentação como uma carta profissional.

– Nunca ocupe mais de uma página para escrever a Carta de Apresentação.

– Use papel de qualidade, branco ou claro (mesmo tipo de papel que usou para imprimir o CV).

– Breve explicação do que oferece e quer, sem esquecer que a Carta de Apresentação deve estar de acordo com o que a empresa procura.

– Tire do seu CV apenas os aspectos importantes para a posição (competências, aptidões, resultados alcançados). Não faça um novo CV. O seu CV fala sobre si, a Carta de Apresentação fala da empresa, do objectivo.

– Use a Carta de Apresentação para convencer, para persuadir o leitor que é o candidato mais adequado para a posição, que está apto para aquelas funções.

– Mostre entusiasmo e interesse na empresa.

Cartas De Apresentação

Juntamente com o CV, a carta de apresentação é um dos primeiros elementos que a empresa à qual se candidata tem sobre si. Saiba como elaborar uma carta de apresentação e veja um exemplo.

Como Estruturar

A carta de apresentação deverá ser breve e simples. Por norma deve ser escrita à mão, mas hoje em dia já se utiliza o computador.
Esta carta deve, juntamente com o CV, convencer o empregador a chamá-lo para uma entrevista.

Dirija-se à pessoa certa
Comece por dirigir a carta à pessoa certa. Isto é prova de ter o cuidado de mandar a carta a uma determinada pessoa. Não se esqueça de pôr em cima da carta a rubrica assunto, onde esclarece o objectivo da sua carta e, eventualmente, menciona a referência do anúncio.

Escreva uma boa frase de abertura
A intenção é destacar-se no meio de muitas respostas. Isto não se consegue com frases usadas como: “Na sequência do seu anúncio ….” ou “Por este via venho candidatar-me ….” Evite linguagem estandardizada ou expressões clássicas e use uma frase de abertura personalizada, original e cheia de entusiasmo.

Não use palavras demasiado modestas
“Talvez”, “eventualmente” e “acho” são expressões a evitar.
Procure o caminho intermédio. Dizer que é a pessoa ideal e que o empregador seria doido se não aproveitasse esta oportunidade, não só mostra um entusiasmo pronunciado como também uma grande dose de arrogância.

Explique porque se candidata
Explique o que o atrai na empresa, na função, no sector. Aproveite para mostrar entusiasmo.

Não se prolongue
A sua carta pode ter uma página no máximo.
Convém transmitir a mensagem em frases curtas e dinâmicas com muitos verbos activos.

Não mencione a sua inexperiência
Se não tiver a experiência ou a formação exigida, não o mencione. Escreva antes sobre a sua capacidade de aprender depressa.
Seja sempre positivo sobre si mesmo.

 

Olá pessoal, estou disponível para o mercado de trabalho e hoje estou observando algumas cartas de apresentação e a palavra “gostaria” tem em muitas carta como modelo. Minha pergunta é:

– Gostaria da como palavra de passado, desejo seria melhor?

Abraço à todos!!
–Atualizada em: Monday, 05 April, 2010 – 07:33–

Um texto bacana sobre cartas de apresentação:
Entre a enxurrada de currículos que chega na caixa de entrada de um recrutador, um texto de introdução bem-feito e objetivo pode fazer a diferença. É exatamente essa a função da carta de apresentação, que pode ajudar a garantir a vaga desejada. Antigamente recomendava-se cartas de três ou quatro parágrafos, que iam junto com o currículo impresso no papel.

Como hoje o tempo é mais curto (tanto para quem lê, como para quem escreve), esse texto pode ser muito mais enxuto, pois vai no corpo do -email. Mas os preceitos básicos continuam: deve-se colocar o seu perfil breve, motivo de interesse e qualificações gerais. De resto, deixe o seu CV falar por si. Mas vale lembrar, que além da prospecção, essas cartas também podem ser utilizadas em uma pós-entrevista ou até mesmo para responder a uma recusa (aqui nesse link você confere todos os tipos).

E algumas dicas:

– A Carta de Apresentação deve ser dirigida a alguém em particular (evite frases como “Exmo/a Senhor/a”). Deve tentar descobrir o nome da pessoa com poder para contratar. Se não for possível, pode endereçar a carta a um título ou ao departamento de Recursos Humanos.

– Considere a Carta de Apresentação como uma carta profissional.

– Nunca ocupe mais de uma página para escrever a Carta de Apresentação.

– Use papel de qualidade, branco ou claro (mesmo tipo de papel que usou para imprimir o CV).

– Breve explicação do que oferece e quer, sem esquecer que a Carta de Apresentação deve estar de acordo com o que a empresa procura.

– Tire do seu CV apenas os aspectos importantes para a posição (competências, aptidões, resultados alcançados). Não faça um novo CV. O seu CV fala sobre si, a Carta de Apresentação fala da empresa, do objectivo.

– Use a Carta de Apresentação para convencer, para persuadir o leitor que é o candidato mais adequado para a posição, que está apto para aquelas funções.

– Mostre entusiasmo e interesse na empresa.

Cartas De Apresentação

Juntamente com o CV, a carta de apresentação é um dos primeiros elementos que a empresa à qual se candidata tem sobre si. Saiba como elaborar uma carta de apresentação e veja um exemplo.

Como Estruturar

A carta de apresentação deverá ser breve e simples. Por norma deve ser escrita à mão, mas hoje em dia já se utiliza o computador.
Esta carta deve, juntamente com o CV, convencer o empregador a chamá-lo para uma entrevista.

Dirija-se à pessoa certa
Comece por dirigir a carta à pessoa certa. Isto é prova de ter o cuidado de mandar a carta a uma determinada pessoa. Não se esqueça de pôr em cima da carta a rubrica assunto, onde esclarece o objectivo da sua carta e, eventualmente, menciona a referência do anúncio.

Escreva uma boa frase de abertura
A intenção é destacar-se no meio de muitas respostas. Isto não se consegue com frases usadas como: “Na sequência do seu anúncio ….” ou “Por este via venho candidatar-me ….” Evite linguagem estandardizada ou expressões clássicas e use uma frase de abertura personalizada, original e cheia de entusiasmo.

Não use palavras demasiado modestas
“Talvez”, “eventualmente” e “acho” são expressões a evitar.
Procure o caminho intermédio. Dizer que é a pessoa ideal e que o empregador seria doido se não aproveitasse esta oportunidade, não só mostra um entusiasmo pronunciado como também uma grande dose de arrogância.

Explique porque se candidata
Explique o que o atrai na empresa, na função, no sector. Aproveite para mostrar entusiasmo.

Não se prolongue
A sua carta pode ter uma página no máximo.
Convém transmitir a mensagem em frases curtas e dinâmicas com muitos verbos activos.

Não mencione a sua inexperiência
Se não tiver a experiência ou a formação exigida, não o mencione. Escreva antes sobre a sua capacidade de aprender depressa.
Seja sempre positivo sobre si mesmo.

Se candidatou para uma vaga, e junto ao currículo solicitaram que você enviasse uma carta de apresentação? Na maioria dos casos, a carta de apresentação serve, principalmente, para currículos enviados pelo correio, quando há necessidade de informar a pretensão salarial. Cabe também para apresentar o profissional – no caso de uma indicação, por exemplo.

Abaixo segue uma sugestão para você que pretende se candidatar a uma vaga que será seu primeiro emprego.

Sr. Diretor (NOME) do Departamento de Recursos Humanos,

Ref.: Vaga de \\\”Assistente de Marketing\\\” e Análise para Primeiro Emprego.

NOME DA EMPRESA

Prezado Senhor,

Venho por meio desta apresentar meu Curriculum para apreciação dessa Empresa, tendo em vista meu interesse em ingressar no quadro de funcionários desta conceituada empresa de Marketing e Formação para o Primeiro Emprego.

Eu SEU NOME, Identidade… CPF…. Residente… Cidade… Estado… Pais.

Venho por meio desta Carta, me prontificar segundo o meu Curriculum Vitae, submetendo-me a apreciação da Equipe de Seleção dessa empresa.

Sou uma Profissional da àrea de Comunicação Social com ênfase em Marketing e sendo jovem, estou em busca de novas oportunidades, novos rumos e novas atividades profissionais.

Creio que essa empresa terá em mim uma assiatente em eficiência, dinamismo, dedicação, responsabilidade e empenho.

Estando as minhas qualificações profissionais compatíveis com os requisitos exigidos para o preenchimento da vaga que está em aberto, coloco-me à disposição de sua Equipe de Informação, Apreciação e Capacitação, para realizar a entrevista, prevista para os dias DIA de MÊS, ANO.

Atenciosamente,

SEU NOME